quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Cartas à Pitchula - Lembranças

Oi pequena cadela...


Sabe, as vezes dou risada sozinha lembrando de certos episódios que vivemos.

Hoje eu estava lembrando de quando você era bem pequeninha e num sábado eu e o Miguel íamos na feira e eu fui até à casa da Lirta para perguntar se ela queria alguma coisa da cidade, e a Lirta se ofereceu para ficar com você, fiquei meio que na dúvida, mas vc foi brincar com a, como era mesmo o nome da cachorrinha dela? Esqueci! Era uma fox paulistinha, chatinha, vivia latindo, mas gostava de mim. Lembrei! Kika, era esse o nome dela. Daí eu saí de mansinho e deixei você lá, que nem me viu sair.

Bom, quando voltamos da feira, eu fiquei guardando as compras e o Miguel foi lhe buscar. Meu Deus, a cara que vc voltou pra casa, foi de doer! Não fez festinha para mim, muito pelo contrário, me ignorou totalmente. Eu mexia com você e você indiferente, e ainda fazia pirraça, ia para o lado do Miguel e tirava a maior onda. Parecia que dizia assim. Não quero saber de você, você me abandonou. Só quero o Miguel, ele foi me salvar! E assim vc fez o dia inteiro, me ignorou! 

E ainda dizem que cachorro não tem sentimentos! 

Olha a chuva! De novo. Está chovendo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário