segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Que venha 2013


Não foi um ano facinho, facinho, no entanto foi um ano proveitoso, muito proveitoso. 
O que eu apreendi em um único ano sobre o comportamento humano não tinha apreendido nos últimos dez anos! Agora aos 50 sei coisas que deveria saber com 25, a minha vida teria sido muito mais fácil se eu soubesse antes!
Foi uma ano de tomadas de posições e consequências assumidas, está certo que enfrentar as consequências não é moleza. Pelo contrário, chorei muito este ano, mas com a certeza que Deus sabia o que estava permitindo que acontecesse comigo e se estava permitindo é por que Ele sabia que eu daria conta.

Estudei muito esse ano, comecei estudando para o TRE e terminei estudando para o TJ, no meio tempo fiz o primeiro  ano de Direito

Foi um ano tumultuado, correria, sem tempo para curtir, dar atenção para as pessoas queridas. 

Eu aprendi com os japoneses  a fazer uma grande faxina na casa, o que eles chamam de Osoji e Susuharai no qual os japoneses se mobilizam para fazer uma grande limpeza, não só nas casas, mas em tudo, nas empresas, nos templos, nas escolas, nos bairros. Homens, mulheres, crianças, idosos, todos se organizam para fazer essa grande faxina. Veja no site Japão em foco como é que é feito, muito interessante. Mas a ideia é se desfazer de tudo que vc não usou no ultimo ano, doar aquelas que podem ser usadas por outros, jogar fora as peças quebradas, lascadas, paradas, sem funcionar, pois essas coisas dentro de casa atravancam as nossas vidas. Um bom exemplo são relógios quebrados, parados no tempo... é assim que ficamos. 
Eu estou o mês inteiro fazendo faxina aqui em casa, já separei as coisas para doar, já joguei fora as outras. Já limpei algumas coisas, não deu para limpar tudo. Conforme vamos nos despojando das coisas que não tem mais utilidade para nós, vamos nos despojando dos sentimentos, emoções, mágoas, que não servem para nada na nossa vida, a não ser atravancar o caminho para as coisas novas.
Cada vez que tiramos uma peça que não usamos mais abrimos espaço para o novo. Cada vez que nos desapegamos de coisas que não já nos trazem beneficio, abrimos espaço para outras que devem ser muito boas e como não tem espaço para entrar ficam esperando uma oportunidade, dê essa oportunidade às coisas novas, abra caminho para que elas entrem na sua vida. Veja o exemplo de suas roupas, cada vez que vc tira uma do guarda roupa, outra nova entre. 
Roupas é uma boa amostra de como nós nos apegamos, compramos uma peça, nunca usamos, cada vez que colocamos, tiramos e colocamos outra, não nos encontramos dentro dela, mas ela continua lá. ocupando espaço... Outras roupas não nos servem mais, mas continuam, firmes e fortes para quando emagrecermos... Bota uma coisa na cabeça, quando a gente emagrecer a roupa não vai ficar legal no corpo, porque o corpo se modifica, a moda se modifica, e principalmente, se vc emagrecer vai querer peças novas, não aquela. Doe, vai lhe fazer bem!

Feliz Ano Novo a todos, que seja repleto de realizações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário