segunda-feira, 26 de março de 2012

Sonhos - Freud explica?




Na semana passada acordei com uma sensação engraçada. Eu tive um sonho pra lá de estranho: Sonhei que estava em uma casa perto do Aeroporto de Congonhas, grande, espaçosa, bem arejada, iluminada e eu ia em comodo por comodo, depois ao quintal, um enorme quintal, olhava a garagem, o muro baixinho, como aquelas casas no interior, em alguma cidade calma e tranquila e segura, que se pudesse deixar tudo aberto como estava naquela casa. 
Bom, eu conversava com um homem e ele falava que a dona da casa ia se mudar e alugar a casa e eu mais que depressa disse que eu queria morar ali, eu via a dona meio afastada carpindo o quintal, isso: carpindo ou capinando como preferirem, e eu falava que ia precisar comprar uma enxada para carpir, ou capinar, quando fosse morar lá! Gente; acordei assustada, ainda bem que foi um sonho, euzinha alugar uma casa grande, com um quintal grande para capinar, isso não é nem sonho, é pesadelo!
Melhor adequando o verbo: Se eu tivesse que capinar um terreno eu iria capinar carpindo!



Nenhum comentário:

Postar um comentário