segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Que venha 2013


Não foi um ano facinho, facinho, no entanto foi um ano proveitoso, muito proveitoso. 
O que eu apreendi em um único ano sobre o comportamento humano não tinha apreendido nos últimos dez anos! Agora aos 50 sei coisas que deveria saber com 25, a minha vida teria sido muito mais fácil se eu soubesse antes!
Foi uma ano de tomadas de posições e consequências assumidas, está certo que enfrentar as consequências não é moleza. Pelo contrário, chorei muito este ano, mas com a certeza que Deus sabia o que estava permitindo que acontecesse comigo e se estava permitindo é por que Ele sabia que eu daria conta.

Estudei muito esse ano, comecei estudando para o TRE e terminei estudando para o TJ, no meio tempo fiz o primeiro  ano de Direito

Foi um ano tumultuado, correria, sem tempo para curtir, dar atenção para as pessoas queridas. 

Eu aprendi com os japoneses  a fazer uma grande faxina na casa, o que eles chamam de Osoji e Susuharai no qual os japoneses se mobilizam para fazer uma grande limpeza, não só nas casas, mas em tudo, nas empresas, nos templos, nas escolas, nos bairros. Homens, mulheres, crianças, idosos, todos se organizam para fazer essa grande faxina. Veja no site Japão em foco como é que é feito, muito interessante. Mas a ideia é se desfazer de tudo que vc não usou no ultimo ano, doar aquelas que podem ser usadas por outros, jogar fora as peças quebradas, lascadas, paradas, sem funcionar, pois essas coisas dentro de casa atravancam as nossas vidas. Um bom exemplo são relógios quebrados, parados no tempo... é assim que ficamos. 
Eu estou o mês inteiro fazendo faxina aqui em casa, já separei as coisas para doar, já joguei fora as outras. Já limpei algumas coisas, não deu para limpar tudo. Conforme vamos nos despojando das coisas que não tem mais utilidade para nós, vamos nos despojando dos sentimentos, emoções, mágoas, que não servem para nada na nossa vida, a não ser atravancar o caminho para as coisas novas.
Cada vez que tiramos uma peça que não usamos mais abrimos espaço para o novo. Cada vez que nos desapegamos de coisas que não já nos trazem beneficio, abrimos espaço para outras que devem ser muito boas e como não tem espaço para entrar ficam esperando uma oportunidade, dê essa oportunidade às coisas novas, abra caminho para que elas entrem na sua vida. Veja o exemplo de suas roupas, cada vez que vc tira uma do guarda roupa, outra nova entre. 
Roupas é uma boa amostra de como nós nos apegamos, compramos uma peça, nunca usamos, cada vez que colocamos, tiramos e colocamos outra, não nos encontramos dentro dela, mas ela continua lá. ocupando espaço... Outras roupas não nos servem mais, mas continuam, firmes e fortes para quando emagrecermos... Bota uma coisa na cabeça, quando a gente emagrecer a roupa não vai ficar legal no corpo, porque o corpo se modifica, a moda se modifica, e principalmente, se vc emagrecer vai querer peças novas, não aquela. Doe, vai lhe fazer bem!

Feliz Ano Novo a todos, que seja repleto de realizações.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Como facilitar a vida - compras pela Internet





Eu tenho procurado facilitar minha vida ao máximo. 
Hoje vou falar de compras pela Internet. 
O que eu compro? Quase tudo. 

Remédios: Eu uso alguns remédios continuamente  e tenho dois lugares que compro, as lojas mais conhecidas Ultrafarma e Onofre faço uma pesquisa de preço e compro. A partir de um certo valor não tem frete e pode ser parcelado no cartão de crédito. 

Livros: faço uma pesquisa pelo Bondfaro ou Buscapé  e vejo onde está o melhor preço, tenho cadastro em algumas livrarias e editoras e elas me mandam e-mails dizendo quais as ofertas. O Google é "mágico" a partir do momento que vc faz uma pesquisa começa a aparecer essas ofertas de tudo quanto é lado. É o Big Brother eles sabem tudo sobre nós. Tudo mesmo. Experimentem colocar seu nome na pesquisa Google e me diga se não sabem...

Eletrônicos: Antes de fazer a pesquisa de preços faço uma pesquisa do que eu quero em sites especializados no item. Exemplo: Televisão, procuro todas as informações possíveis a respeito de cada marca, de cada modelo para decidir o que eu quero, qual modelo eu quero, depois disso começo a pesquisar o preço. Se é um item caro, deixo nos sites de busca um alerta de preço e cada vez que o preço cai eles enviam um e-mail contando isso para mim. 

Eu não compro pelo menor preço somente, compro em lojas confiáveis. Vejo dentro da relação dessas lojas qual está com o preço menor e qual me dá mais vantagem.

Compro também: Perfumes, Eletroportáteis, até a minha geladeira e a maquina de lavar comprei pela Internet, .
Como as lojas virtuais não tem o custo de uma loja física ela pode oferecer descontos, preços mais acessíveis. Para algumas coisas eu até vou à loja e olho o produto, como a geladeira, a maquina de lavar, mas as outras, não tem necessidade. 

Já comprei muitas coisas pela Internet e até hoje eu não tive nenhum problema. (Minto, tive um probleminha só, comprei em uma loja desconhecida, mas por que só ela tinha o que eu queria e quando chegou o produto veio só com um recibo mequetrefe, sem nota fiscal, a minha luzinha vermelha acendeu, e realmente o produto não durou muito tempo, mas o prejuízo foi pequeno, risco calculado.) Mas para isso tem que ter certos cuidados. Lojas conhecidas é a primeira delas. Não se iludam com preço baixo, se não conhecerem a loja, quanto menor o preço, mais desconfiem. Consultem o Procom. Perguntem para outras pessoas, olhem os comentários. 

O meu próximo passo é fazer compras no supermercado online. O Sonda sempre me mandava e-mail com as ofertas, mas o frete era caro, não sei como está agora. O Extra passou a oferecer o serviço recentemente, mas não pesquisei ainda, como tenho um supermercado do outro lado da rua, é mais comodo ir na loja física. Pode até ser que os preços online sejam melhores, mas não tive ímpetos de fazer a consulta 
Mas para quem precisa fazer compras maiores e mais frequentes no supermercado seria interessante pensar na possibilidade, quanto tempo se perde nessa ida ao mercado? Horas preciosas, ainda mais nos dias de hoje, com tempos tão corridos.

Dica: Outro dia fiz uma pesquisa de preço de perfume e até "coloquei na sacola" para ver o frete, não estava decidida ainda, continuei navegando na internet e esqueci o perfume. Mais tarde recebi um e-mail da loja oferecendo 10% de desconto no tal produto, comprei, neh, fazer o quê??! Eles me convenceram...

Roupas e sapatos eu não compro, meu corpo e pés não ajudam muito. Porém eu tenho uma amiga que compra sapato direto, acho arriscado, e se apertar? mas ela não tem reclamação, qualquer coisa a loja troca, ela me garantiu. Já trocou para ela.

Móveis, eu ainda não comprei, não tive oportunidade, mas se for comprar veja bem as medidas, pegue um metro, uma fita métrica  uma trena e calcule bem o tamanho, fotos nos iludem muito. As vezes pensamos que sabemos o tamanho e não sabemos, melhor é até fazer um molde no jornal para ter ideia do tamanho, ainda mais nos mulheres que não temos essa visão "espacial'!

Quando efetuar a compra guarde todas as informações a respeito do produto, salve o pedido, eu tenho uma pasta no meu e-mail com o nome empresas onde eu guardo todos emails sobre a compra. Algumas vezes eu dou até um print screen na tela para garantir as informações. 

Teve uma historinha muito boa que rodou por aí recentemente de uma mulher que aplicava golpes pela Internet e se aproveitava da ingenuidade das pessoas e colocava a foto de um celular, com preço convidativo e depois mandava só a foto, mas ela se garantia pelo erro de interpretação de quem lia, pois ela só oferecia a foto no site e não o produto, ela acabou na cadeia graças a uma juíza esperta que conseguiu pegar ela na "curva" pelo peso, pois na oferta tinha o peso e esse peso não correspondia à foto! Mas não conte muito com essas coisas, o seguro morreu de velho, é melhor se prevenir do que remediar.. 

As compras feitas pelo sistema de Pagseguro: da UOL é muito bom, pois a empresa só recebe depois de garantida a entrega. 

E por favor, antes de colocar o número do seu cartão de crédito veja se o site é seguro mesmo: cadeadinho, verdinho, https, tem que ter esse essezinho depois do p.

E mais importante de tudo: não se iluda com preços baixos demais, geralmente são uma ótima isca para pegar ingênuos, lembre-se que quando a esmola é demais, até o santo desconfia! 

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Após "Tensão Pré Provas"



Pronto, passou...passou...

Acabaram-se as provas, não fiquei para exame em nenhuma. Acabaram-se os trabalhos. Todos entregues. Acabou o stress. A prova do TJ já foi, passou. Dois meses de estudo no horário que dava. Sem sábados  nem domingos, muito menos feriados..  A tensão ainda não. O gabarito ainda vai sair amanhã e mesmo depois do gabarito, eu passando, vamos para a segunda fase da espera, que não depende nada, nada de mim, até passar aquela fase dos recursos das questões, depois até sair a classificação, ver se fica nos 1800, depois até a chamada para a prova pratica e depois classificação de novo, e depois esperar chamar.  Daí vem um engraçadinho e diz que concurso é maracutaia, que qualquer que tiver QI (quem indicou) entra, dá uma vontade de mandar àquele lugar... Como se fosse simples assim.

Se tiver que ser meu, será, eu fiz a minha parte. Não foi dito: Faça por onde que eu lhe ajudarei? pois bem a minha parte eu fiz, agora é esperar o resultado e se não der, não tem problema, o que estudei não é perdido, e no próximo estaremos lá. Tentando de novo. Por que eu estou tentando? Claro que eu gosto de trabalhar na Defensoria, é gratificante, mas o salario é muito baixo em relação aos outros equivalentes. nós não temos nem uma gratificaçãozinha que seja, O pessoal que está em cargos equivalentes ao nosso ganha  o triplo do que ganhamos. Só por isso. E se eu entrei em um, posso entrar em outro... simples. 

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Dezembro chegou!


 natal - imagens e recados
imagem daqui

Pronto, pronto... dezembro já chegou! Agora Ines é morta, se vc não cumpriu todas aquelas promessas de fim de ano, de 2011, acho que não dá mais tempo!
Falta pouco para terminar o ano, o Natal tá aí, o 13º também. Um conselho: reserva, guarda, o começo do ano se aproxima e com ele o IPVA, o IPTU, o material escolar, e aquele monte de coisa para pagar! Vai por mim... Aquela fatia de bolo de chocolate, confeitado, recheado é muito gostosa, mas dois minutos depois já não lembramos mais do gosto, no entanto as calorias ficam acumuladas na nossa cintura e quadril. A mesma coisa aqueles mimos que nos damos no Natal, a satisfação é muito pequena em relação a dor na consciência que vem com o começo do ano! Pense nisso, não que eu seja desmancha prazeres, é só um alerta, as vezes esse prazer é muito efêmero, não compensa o "crime". Avalie, pondere, e se valer a pena, se joga!

domingo, 11 de novembro de 2012

Amortização

O conceito de amortização é o processo de extinção de uma dívida através de pagamentos periódicos, que são realizados em função de um planejamento, de modo que cada prestação corresponde a soma do reembolso do capital ou dos juros do saldo devedor (juros sempre são calculados sobre o saldo devedor), podendo ainda ser o reembolso de ambos. 

Sistema de amortização constante (SAC): geralmente o mais utilizado, os juros e o capital são calculados uma única vez e divididos para o pagamento em várias parcelas durante o período;

As vezes temos um saldo negativo grande e vamos conseguindo abater. Isto serve para aquele financiamento do apartamento, como para o carro, como também para a carga de emoção negativa que carregamos. Abatemos nosso financiamento do imóvel com o FGTS, com as férias, com a PL. O carro, com a poupança, com uma graninha que entra. E com nossa emoção negativa? Coisas boas vão acontecendo e vão amortizando a carga negativa que acumulamos ao longo da vida. 

Uma coisa boa amortiza uma coisa ruim, dizem que para um pensamento mal temos que pensar cinco bons para neutralizá-lo. Amortizar... Um bom conceito de eliminar coisas ruins. Coisas boas eliminam coisas ruins. 

Só que o inverso é verdadeiro também em certas situações. Coisas ruins vão anulando, amortizando emoções boas até anularem-nas. Cada vez que aparece uma coisa ruim, abate uma boa que aconteceu, e assim vai, dia após dia, mês após mês até não restar mais nada. Amortizou tudo. Aniquilou tudo. Não sobra nada, As coisas ruins amortizaram as boas até não restar mais nada, nenhuma emoção boa, infelizmente. Sem dor, sem sentimentos, tudo amortizado, morto.

sábado, 10 de novembro de 2012

Gata


            Essa semana, se alguém me chamar de gata, estará denominando com propriedade! Comi tanto peixe que mais parecia uma gata mesmo... teve dois dias que comi no almoço (em restaurante) e no jantar, aqui em casa, nos outros dias só a noite e hoje só no almoço, pois infelizmente acabou a minha "reserva"... Eu ganhei uma porção generosa de mandis, pequeninos é verdade, mas deliciosos. Quanto tempo eu não comia mandis com tanto gosto... fresquinhos, pescados para mim, deve ser por isso que ficaram mais gostosos! Para quem não, conhece o mandi é um peixe de água doce, de couro, com poucos espinhos. Ele tem ferrões extremamente doloridos quando perfuramos nossos dedos ao tirá-lo do anzol. São dois nas    nadadeiras e um nas costas.   Geralmente tiramos ele do anzol com alicate, seguramos pelo ferrão e cortamos todos em seguida, e jogamos os ferrões no rio, pois se vacilar ainda corremos o risco de nos machucarmos, pois mesmo depois de seco, os ferrões causam estrago.
Tenho uma historia interessante ( e dolorida) de pescaria, uma senhora japonesa pescando de barco, pegou um mandi grande, no que foi tirar do anzol, o peixe escapou e ela instintivamente fechou as pernas para segurá-lo e os ferrões das nadadeiras encravaram nas coxas dela, foi levada ao hospital e o médico disse que isso não aconteceria com um homem, só com mulher. Por quê???? Por que o instinto da mulher é fechar as pernas e do homem é abrir... Preste atenção quando cair alguma coisa no seu colo qual é a sua reação. Eu sempre lembro dessa historia quando cai alguma coisa... ( Eu fecho as pernas...)


 Voltemos ao mandi, ele  fritinho é uma delicia, ensopado também, faço assim, uma caminha de cebola picada, tomate picadinho, sem sementes e cheiro verde, refogo um pouco e deito os mandis sobre e abafo, fogo brando, rapidamente está pronto. E até na churrasqueira fica bom, temperado com shoio dá um sabor diferente, bom também. Assado, acho que nunca fiz... aí...pode ser uma boa ideia para a próxima vez. E ainda veio na leva, uns lambaris e mais dois exemplares de outros. Comi tudim! Os mandis ensopados e o resto frito. Matei as saudades dos tempos de rancho, de pescarias, de comer peixe na beira do rio. Que por sinal tem um gosto todo especial, comer na beira do rio é maravilhoso. Eu vou ter uns dias de folga no fim do ano, acho que vou aproveitar e vou visitar o pessoal no rancho e matar as saudades!

sábado, 3 de novembro de 2012

Segura a gerusa!

Desenhos Para Colorir Cobra, Figura 6, Cobrinha, PintarMinha irmã que veio com essa historia de gerusa, diz que quando a gente fala antes de pensar é que soltamos a gerusa que mora dentro de nós! 
Tem duas versões: "Segura a gerusa!" e "Recolhe a gerusa"

Acho que segurar a gerusa seria mais interessante... Não perguntem por que gerusa, ela tbm não soube responder, parece que ouviu de outra pessoa também.
Sabe aqueles momentos que quando você percebe já falou? Acho que todo mundo passa por isso! Ahhhh se a gente respirasse antes...
Essa irmã mesmo conta que em outro dia estava no supermercado por que queria comer couve-flor e encontrou uma com aquelas pintinhas pretas, nada que uma faquinha não resolvesse e decidiu levar assim mesmo, a vontade era maior. Pois bem quando ela estava no caixa uma mulher atrás dela, na fila, falou: "Você vai levar essa couve flor? Ela está podre!"
Ela não segurou a gerusa. Minha irmã, que é fina, conseguindo segurar a gerusa dela, se limitou a olhar a mulher e responder: Vou. E a mulher não contente, com a gerusa descontrolada, continuou insistindo que a couve flor estava podre, que ela não deveria levar e por ai afora, ela ignorou solenemente a mulher. A caixa ( que tem uma gerusa também...) perguntou: A senhora vai levar? E ela confirmou, olhando com aquele olhar: Você não vai falar nada, não é mesmo? 
Bom, minha irmã me contando a historia coloca o outro lado da questão, o lado das pessoas que não gostam de palpites alheios, que decidem por si mesmas e estando certas ou erradas não faz diferença, por que a escolha foi delas. 
E eu sou mestra em dar palpites! Foi onde ela começou a me pegar no pé e dizer para que segurasse essa gerusa descontrolada que há dentro de mim, que feito uma cobra, se solta e salta  para dar o bote! 

Ela não entende que faço isso com a melhor das intenções. Se dou um palpite no supermercado é por que acho que vai ser bom para a outra pessoa, não é para me intrometer na vida alheia, é para passar parte  da minha experiência! Mas por outro lado ela tem razão, as pessoas não estão interessadas na minha experiência. Na definição dela, que pode e deve estar mais correta que a minha, as pessoas quando querem uma informação, elas PEDEM, por isso, que nós, seres mortais, que acham que podemos ser úteis, devemos esperar e não nos antecipar e dar pitacos na vida alheia.

Outro dia, no ponto, duas senhoras, parecendo mãe e filha, perguntaram para o motorista que parou para elas se o ônibus passava em tal lugar, o motorista disse que não e pronto. E eu sabia, ando nessa Brigadeiro há trinta anos, sei todos coletivos que passam e o trajeto da maioria! Para mim, é super natural eu virar e falar: senhora, o ônibus tal passa... A mulher me olhou com uma cara feia e respondeu: pode deixar que eu pergunto para o motorista, eu até imaginei a cena, ela parando todos ônibus e perguntando para cada um se ele passava no tal lugar. Mas por outro lado, bem feito para mim, quem mandou ser abelhuda, quem mandou não segurar a Gerusa? Era um direito dela escolher para quem perguntar, vai ver que ela ja recebeu uma informação errada e tem um trauma, vai saber...

Eu sempre me meto em confusão por falar demais, por me intrometer demais, quando percebo já falei. Aquelas situações que alguém vem pedir alguma coisa e antes de pensar já deu o sim? Bem isso. Uma amiga falava para mim: Vá no banheiro antes, se dê oportunidade de pensar antes de falar, beba água,  com a boca cheia, a gente não fala. Mas não, a Gerusa descontrolada é impossível, insaciável! E eu vou passando perrengues por causa da Gerusa. 
No supermercado é o lugar que a Gerusa mais se solta, dá palpite nas compras dos outros, sugere produtos, dá até receita! Afinal eu já usei aquele amaciante... já experimentei aquele macarrão, super natural que eu sugira, mas as pessoas querem, ou deveriam querer, ter as próprias experiências... 

Na faculdade, por ser mais velha que muitos alunos e por já ter vivido mais que eles, fico imaginando por que fazem isso, em vez daquilo, mas estou tentando me controlar. Já fui jovem também. Infelizmente não tive a mesma oportunidade que eles estão tendo de poder estudar, tive que esperar a vida inteira para conseguir ter. Como gostaria que entendessem isso e não perdessem tempo... Mas o que é bom para mim pode não ser para eles. 

Esses dias tive uma experiência dessas, na verdade tive várias, mas essa eu lamentei depois, porém não tinha mais jeito, a Gerusa já tinha se descontrolado, se libertado e falado! Um homem reclamando para mim da filha dele, falando horrores dela, que ela fazia isso, ou aquilo e que alguém tinha que dar um jeito, tinha que resolver, que alguém tinha  que dar uma solução para o problema dele, como se a responsabilidade fosse dos outros, aí a Gerusa saltou garganta afora e disse para ele: Foi o senhor que criou..., quando percebi, já tinha saído  E ele me olhou e respondeu com um olhar desconsolado: Você tem razão... Você tem razão...

Minha irmã pega no meu pé direto, engraçado que meus irmãos são mais reservados do que eu. Meu irmão falava que eu parecia um paraquedas, vivia me abrindo. era só darem uma cordinha e eu já me arreganhava. Isso por que eu vivo sorrindo, ando na rua assim, converso com todo mundo, fila para mim é um lugar para esperar conversando. 
Fui no hospital outro dia e mesmo depois da minha consulta, ainda continuei o papo com a diretora de uma escola de Guarulhos, muito proveitoso o papo, diga-se de passagem.

Tenho um amigo que vem contando as coisas do serviço dele, tento me controlar para não dizer o que penso, mas ele insiste em me contar e eu como estou do lado de fora, vejo com outros olhos e tento controlar, segurar a gerusa, quando percebo ela já se descontrolou e falou um monte para ele. Mas não falei tudo que vejo, ainda não.... kkkkk

Eu bem que tento ser séria, mas é muito difícil. Mas uma coisa eu garanto: Estou aprendendo a segurar a gerusa, pelo menos tentando!

* Fui pesquisar na internet. Tem uma comunidade meio desativada no Orkut, aberta em 2005.  Se você não consegue controlar sua ansiedade, começa a falar antes que a outra pessoa termine, nunca aguenta esperar sua vez e fica louco quando um gago conversa com você.
Quando surge aquela vontade incontrolável de dar pitaco você não perde a oportunidade. Aquilo que te corrói por dentro sai e faz um estrago.
Este ser que vive dentro de você tem um nome: GERUSA!!
Enfim, esta comunidade é para você que ainda tem esperança em domesticar esse bichinho que foi batizado pelo Sr. Pedro Henrique.
 Deve ser dai que saiu o Segura a Gerusa. 
Ou será que a cantora Gerusa Gomes que canta Segura em suas mãos foi a primeira?

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Que venha Novembro!






Estou especialmente feliz essa semana. 
Eu sou uma pessoa feliz! 
Posso não ter tudo que amo, mas o que tenho, como eu amo! 
Na semana passada eu estava tremendamente irritada, qualquer coisinha já me tirava do sério. estava dificil até para eu me aguentar, imagina para os outros. Eu sou solidaria com aqueles que convivem comigo... eu entendo... eu sei que sou um amor de pessoa, porém quando vira a página, Deus me livre e livre a eles de aguentarem minha ranhetice. Eu fico insuportável, reclamo, fico intolerante, chata, melhor dizendo. Ainda bem que quem gosta de mim sabe que é passageiro, ignoram e depois volta ao normal.  Passou, passou....
Estou recuperando a minha "identidade". Recuperei a minha confiança no ser humano. Algumas pessoas, nesses dias, fizeram com que eu voltasse a acreditar que o ser humano é capaz de coisas boas, que são capazes de falar a verdade, que podem ser o que são, sem mascaras e se orgulharem disso e encherem outras pessoas de orgulho e confiança na vida.
Que bom que existem pessoas que valham a pena! Que bom que existem momentos mágicos na vida! que bom que a vida vale a pena! Muito bom tudo isso!

domingo, 21 de outubro de 2012

Refluxo - o que é


O meu post mais lido é o como viver sem a vesícula e gera comentários e perguntas até hoje, quatro anos depois de escrito. E uma das perguntas mais frequentes, ultimamente, é sobre refluxo.



Vamos falar do refluxo, eu acho que quando a gente entende fica mais facil de lidar. No site do Dr Drauzio Varela 
tem uma boa explicação.

Nosso estomago tem um monte de acido que servem para digerir os alimentos. Dai por um motivo ou outro, na maioria das vezes uma hernia de hiato, a valvula que fica no fim do esofago e começo do estomago  não fecha direito sobe os vapores desse acido e agridem as paredes do esôfago e a garganta. Olhe esse site, ele é muito bom:http://www.auladeanatomia.com/digestorio/sistemadigestorio.htm

Hernia de hiato não tem jeito, podemos operar, mas vai lacear de novo. o jeito é aprender a lidar com isso; como a gente faz com bebê? Não coloca para deitar depois da mamada, certo? (Espera ele arrotar...)

Não coma antes de dormir, dê uma folga de pelo menos umas duas horas.
Não coma muito de cada vez, melhor fazer alimentações a cada três horas e em menor quantidade.
Não coma a noite alimentos muito "pesados", gordurosos, aqueles que o estomago vai ter um trabalho maior para digerir e consequentemente vai colocar mais ácido para a tarefa

Eu tomei medicação quando provocou uma esofagite. Mas agora não tomo nada. Mas se comer uma pizza de mussarela a noite... to perdida! kkkkkkkkkkkkkkkk

domingo, 7 de outubro de 2012

Outubro - Desafios - Anjos


Tenho estudado muito, mas menos do que deveria... É sempre assim; tem mais coisas para ler do que tempo para isso. Leio dois a três livros ao mesmo tempo, fora os outros que leio em partes, mas é pouco. Pelo menos até agora a menor nota que tirei nesse semestre foi 8,5. Consegui a classificação em um concurso que prestei e estou estudando para o outro. Pedra parada cria limbo. Água parada apodrece. Eu vou ao alto e avante! kkkkkkkkkkk 
Não tem sido fácil, para não variar temos outro desafio a frente, nada na minha vida foi fácil, como diz um amigo querido, por que teria que ser agora? Mas que graça teria se tudo fosse fácil? Mas minha vida é muito boa e Deus é melhor ainda comigo, Ele sempre coloca anjos para me ajudar. As vezes esses anjos tem pelos, as vezes são meio desajeitados, outros anjos meio confusos, outros as asas quebradas, mas são os melhores anjos que eu poderia querer. Gozado que na hora que penso que estou sozinha, olho do lado e tem um anjo a disposição, olha só que benção! Olho do outro e tem um outro ali, toca o telefone e lá está outro. Bom não é mesmo? As vezes aparece um anjo meio torto que pensa que está me derrubando, mas qual nada, ele está me fortalecendo e me dando uma oportunidade nova, uma chacoalhada para arrepiar a poeira e os cabelos, e vamos nós acima e avante! 

Boa semana para nós! 

domingo, 12 de agosto de 2012

Bienal do Livro de São Paulo


Como sempre muita gente, muita mesmo. Quem for eu aconselho a comprar o ingresso antes, as filas são grandes  e demoradas por que eles conferem tudo na hora da compra, RG dos maiores de 60  e os menores de 12 que não pagam, mas precisam pegar os ingressos na bilheteria. Adulto 12,00 e estudante 6,00 só que tem que estar com a carteirinha, para alunos de cursos semestrais tem que ter o selo de validação e o RG tbm. Quase dancei por causa disso, a minha está sem selo e eles quiseram me barrar na entrada, pedi pelo amor de Deus, até pagaria a diferença, mas voltar para aquela fila, naquele sol, eu não merecia... Consegui entrar.
Vá de tenis ou com sapatos confortáveis, mochila nas costas facilita a vida e a carregar a tralha, opsss livros, maquina fotografica, pois é claro que vai aparecer alguém ou alguma coisa que queira fotografar   e a garrafinha de água!  

Eu fui ontem, sábado, a tarde, tinha muitas crianças, filas para autógrafos. Ziraldo, Serra, Chalita.


Na saida os onibus que iam para o Metrô mudaram de lugar, a CET tirou eles da avenida e eles tiveram que sair de dentro do estacionamento ou seja eu teria que voltar tudo aquilo e eu acabei indo a pé mesmo. 

Alguns estandes com todos livros a 10,00 (dez reais) e por íncrivel que pareça nesse não achei um que me interessasse. 
O estande da Saraiva duplicado, muita gente e dois leitores de código de barras, daí vc pega o livro, atravessa a multidão, vai até o leitor e vê que no site está mais barato, volta na banca, pega outro, atravessa a multidão chega no leitor de código de barras e constata que está o mesmo preço do site, daí se pergunta: Por que eu vou comprar aqui se no site eles entregam em casa e eu não preciso carregar peso? E qual a conclusão? Melhor comprar no site! 

Será que só eu penso assim? Ou não interessa para a Saraiva vender?

Os preços não estavam atrativos, mas mesmo assim sai com uns 8 livros. (Já li um e meio).

Voltei cansada e saciada, apesar de querer mais, gostaria de voltar para poder ver mais, não sei se consigo. Vamos ver. 


domingo, 5 de agosto de 2012

Bienal do Livro em São Paulo

Começa nessa semana, domingo estarei lá, sábado é só para profissionais do setor.



Festa da Achiropita já começou!



Já começou a Festa da Achiropita. Vale a pena vir, mas é muita, muita gente mesmo, então venha cedo, lá pelas 18hs e já pegue as fichas do que vai querer comer, por que vc vai comer mesmo! 
Eu não sou uma pessoa de comer na rua, tenho um estomago "sensível", mas na festa vale a pena, o macarrão é muito bom, no molho não tem acidez, a fogazza não é gordurosa, e a massa é leve. E a calabreza do sanduiche é a melhor que eu já comi na vida. Por que será que eu não encontro igual para comprar aqui para casa? Melhor vir de condução, lembre-se que está pertinho da Av. Paulista e que tem o Metrô, e da av. Brigadeiro Luis Antonio que tem um monte de onibus, Para que sofrer caçando estacionamento?  E alem do mais gasta as calorias que adquiriu na festa! Sei lá... cada um tem um gosto. Eu prefiro ir andando mesmo.

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Pinceladas

Começa  amanhã em São Paulo, mais precisamente no CCBB Centro Cultura Banco do Brasil uma exposição de Impressionismo: Manet, Degas, Gauguin, Renoir, Van Gogh e outros, DE GRAÇA! Rua Alvarez Penteado 112, Centro 


Exposição Caravaggio no Masp, começou ontem das 11h às 18h. Ingressos 15,00 e terça feira é de graça!

domingo, 22 de julho de 2012

Endereçador dos Correios



Aprendi a lidar com um “facilitador” e quero compartilhar com vocês.
Já viram no site do Correios o Endereçador?
Funciona assim: Serve para colocar remetentes, destinatários e AR na correspondência.


Como fazer:

1)  entre no site dos Correios http://www.correios.com.br/
2) Na barra azul clique em Endereçador http://www.correios.com.br/enderecador/default.cfm
Vai abrir uma  janela:   Imagem inline 2


Clique em Versão para Cartas


Imagem inline 3
                                                                                        


Clique em imprimir direto no envelope e embaixo selecione imprimir aviso de AR
E em continuar.
Abrirá outra janela:

Imagem inline 4

Preencha os campos conforme solicitado, coloque o CEP e valide e aparecerá a rua, bairro, cidade e estado, acrescentando os complementos.
Clique em gerar envelope ou gerar AR e imprima!
Fica bonito e elegante...

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Amigo



Hoje é dia do amigo, pelo menos é o que andam divulgando pela net. Para mim dia do amigo é qualquer dia, assim como dia das mães, dia dos namorados e etc.
Daí eu fiquei pensando, pensando nos meus amigos e no final das contas eu descobri que um dos meus melhores amigos é o zelador do meu prédio! Ele é, realmente, meu amigo. está sempre para o que der e vier. Sempre me ajudando. Lembro de quando eu vim morar aqui, foi ele que me deu todo apoio, me ajudou na mudança, me ajudou depois nas arrumações. Cada problema que eu tinha era ele quem me ajudava a solucionar. Quando resolvia comprar alguma coisa, era com ele que eu me aconselhava. Quando a vizinha debaixo cismou de implicar comigo, ele que me ajudava a contornar a situação. E essa mulher cismava ao extremo. Me perseguia mesmo, as vezes eu nem estava em casa e ela estava reclamando de mim. Chegou ao ponto de reclamar das unhas da Pitchula, que o barulho "tic,tic, tic", incomodava a ela. Nossa, foi um terror! E ele sempre contornando, botando panos para evitar mal maior!

Quando meu pai adoeceu, ele  me deu apoio, quantas vezes eu desabafei com ele. Meu pai vinha me ver e ele acolhia meu pai até quando eu chegasse. E ouvia meu velho pai com a maior paciência.
Quando meu irmão ficou doente, ele que me ouvia... Na morte do meu irmão também! Ele conhece toda minha família, ou o que sobrou dela! 

A Pitchula ficou com problemas de saúde por cinco anos e eu só ia trabalhar tranquila por que sabia que se ela passasse mal ele ia me ligar. E chegou a dar remédio para ela em algumas ocasiões. 
É ele que arruma meu ferro de passar quando dá curto. É ele que me ajuda a achar um profissional quando preciso. É ele que faz um furo na parede quando preciso, foi ele quem ajudou a instalar meu armário novo na parede. Estou com vontade de pintar meu apartamento, com certeza é ele que me ajudará. E me ajuda não por dinheiro, me ajuda por amizade mesmo. E eu também tenho muita consideração com ele e no que ele precisar, sabe que pode contar comigo. 

Pensando nisso tudo, avaliando, concluo que eu tenho um grande amigo! Bem perto, ao alcance do interfone!

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Medo




Medo


Falar de medo é fácil, domino o assunto... Tenho tantos medos...

Vamos voltar lá na nossa infância? Lembram quando éramos crianças? Quantos monstros debaixo da cama? Era só ficarmos no escuro e pronto nossa imaginação já rolava solta e criava os mais variados monstros. Assim que acendia a luz os monstros desapareciam. O escuro é o desconhecido e a luz o conhecimento. 
E o medo da escola? Nada mais que o medo do desconhecido. Depois quando conhecemos os nossos colegas muda tudo de figura. Pronto, a gente já tinha tomado gosto pela escola. E as crianças querem ir até no fim de semana.
Medo de tentar e falhar, medo da bicicleta, dos patins, de nadar, de enfrentar o publico em uma apresentação da escola.

Conheço uma mulher que desistiu da faculdade a partir do momento que soube que iria ter que apresentar seu trabalho na frente da sala, perante os próprios colegas, aqueles que ela já conhecia, imagina se fossem desconhecidos?

Incerteza, desconhecido, insegurança...

Assim era também naquela época que Jesus apareceu, porque o desconhecimento era grande e aquele homem que levava multidões assustava os judeus, do que seria capaz? Assustava os Romanos, quem era aquele que levantava a turba? Poderia causar estrago? Afinal os judeus estavam acostumados a obedecer aos romanos, claro que por um interesse, mas eram cordatos e pagavam seus impostos em dia. E esses mesmos judeus impunham o medo aos seus subalternos pelo temor a Deus.
E os próprios discípulos tinham medo de tudo. Por mais que Jesus os tranqüilizasse eles temiam. Lembram-se do episódio da tempestade no lago de Genesaré

JESUS ACALMA UMA TEMPESTADE NO MAR
Certo dia, Jesus estava na margem do lago de Genesaré e entrou numa barca juntamente com seus discípulos. E eis que se formou uma violente tempestade no mar e as ondas cobriram a barca.
Mas Jesus estava dormindo. Então os discípulos se aproximaram dele e despertaram-no, dizendo: "Senhor, salvai-nos, pois afundaremos".
Jesus disse-lhes: "Por que tendes medo, homens de pouca fé?". Levantando-se, mandou o vento e o mar se acalmarem e no mesmo instante tudo ficou em bonança.
Admirados, os discípulos diziam: "Quem é este a quem até o vento e o mar obedecem?".
E assim somos nós, homens e mulheres de pouca fé...

Vi uma pesquisa, não sei aonde, que os maiores medos da humanidade são:

ª falar em publico
2º altura
3º insetos e vermes
4º problemas financeiros
5º águas profundas
6ª doenças
7º morte
8º voar
9º solidão
10º cachorro.

A maioria dos medos listados não tem base na realidade e talvez nunca se confirmem (medo de altura, medo de cair – talvez nunca caia nem da cama!)

1) Não é contraditório? Quantas pessoas vão precisar falar em público a vida inteira? E no entanto é o primeiro dos medos...

2) Altura? Eu tenho medo de altura, mas nem por isso deixo de ir em lugares altos, tá certo que se eu puder evitar, eu evito.

3) Insetos e vermes? Por que ter medo?    Um simples inseticida resolve.

Já ouviram uma que explica por que a mulher tem medo de barata? Porque ela detesta a palavra barata... roupa barata, perfume barato e etc...

4) Problemas financeiros. Isso já não é um problema, é uma coisa tão normal, todo mundo tem, já deixou de ser um problema, precisamos é aprender a gastar menos que ganhamos para tentar equilibrar nosso orçamento.

5) Águas profundas? Ué, quem de nós vai praticar mergulho?

6) Doenças? Medo de doenças resolve alguma coisa? O que resolve é a prevenção, o cuidado com a saúde, com a alimentação e exercícios.

7) Morte, já, já falaremos de morte...

8) Voar? Eu já vivi 50 anos e nunca tive oportunidade de voar, por que teria medo? A quantidade de acidentes de carro, proporcionalmente, é muito maior que de avião e nem por isso as pessoas deixam de andar de veículos automotores...

9) Solidão? Medo? Simples é só procurar companhia e tem muita gente precisando de companhia, de conversar, de amigos...

10) Cachorro? É interessante o medo de cachorro. Sabiam que quando a pessoa tem  medo ela despeja adrenalina no sangue e o cheiro dessa adrenalina irrita o cão, por isso que ele ataca?
Quer dizer que o nosso medo vai atrair o ataque!


Pedro andava sobre a água e teve medo e afundou- Mt. 14,22-36

“Naquele dia, saindo Jesus, do local onde aconteceu a 1ª Multiplicação dos Pães, convidou os discípulos a subirem à barca e irem até a outra margem; enquanto de despedia daquele povo. Em seguida subiu ao monte para orar.
Os discípulos seguiram mar adentro para chegar à outra margem. Já se fazia noite alta, quando em alto mar os discípulos avistaram um homem andando por sobre às águas. Ficaram muito amedrontados, dizendo ser um fantasma e, Jesus lhes disse:“ Calma, sou eu, não tenham medo e, Pedro, sempre o mais ousado, disse:- “Então, se é o Senhor mesmo, dá-me a ordem  para ir ao seu encontro:. E, Jesus lhe diz:-“ Vem”. Pedro, então, se atira na água e vai caminhando na direção de Jesus, alucinado de alegria ao se ver andando sobre a água.
Mas, o mar estava agitado e começou a subir a água na sua canela e, atemorizado, teve medo e começou a gritar : - “Senhor, Senhor, salva-me, salva-me”. No mesmo instante Jesus lhe dá a mão e o segura, dizendo: “Homem de pouca fé, porque duvidaste? “ Os discípulos que a tudo assistiam, caíram de joelhos, dizendo :- “Tu és mesmo o Filho de Deus “-

Pedro estava andando sobre as águas, começa a afundar no momento que vacila, que deixa o medo dominar. Que perde a confiança, a fé!

O medo é um alerta para que a pessoa se resguarde, procure soluções, saídas, alternativas, um aviso para que se procure o conhecimento. A luz!

Quando temos medo atraímos o objeto do nosso medo, pois nós o valorizamos, entramos na mesma sintonia do fato que nos causa o medo.

Lembro de um amigo que tinha uma loja em uma avenida movimentada e a vizinha dele, com uma loja do lado e ela morria de medo de ser assaltada, ele nunca foi enquanto isso ela foi quatro vezes em um ano e desistiu da loja, ele fico anos ali...
Quando temos medo de assalto, nós estampamos isso no nosso rosto e logicamente ao mal intencionado isso fica evidente e que o meliante pensa? Se ele tem medo é por que tem valores para esconder.

O espírita não tem medo da morte, (ou não deveria ter) porque tem consciência que a vida não acaba aí, mas que apenas o corpo morre. Quer dizer não tem medo se durante a sua vida fez a coisa certa e não tem receios de nenhum acerto de contas, ou da lei de causa e efeito, lógico.

Para o Espírita, para o Cristão o medo passa a ser de menor efeito, porque ele busca o conhecimento de si mesmo e de tudo que está a sua volta. Procura viver de acordo com os ensinamentos de Jesus e principalmente se ampara na sua fé, que forma um escudo contra as coisas que poderiam lhe afetar.

E sabemos que muitas das coisas que nos acontecem são efeitos – conseqüências- de atos nossos, nessa ou em outras encarnações. Colhemos o que plantamos.

Medo é responsável pela ansiedade – medo do que pode acontecer e muitas vezes nem acontece...
Medo de perder isso ou aquilo e não percebemos que somente se perde aquilo que não se tem, portanto o que não vai fazer falta.

Perder significa abrir espaço para outras aquisições!

Simão Pedro negou Jesus por três vezes por medo!

Os amigos, por medo se calaram.
Pilatos por medo de tomar uma posição lavou as mãos.

Anás, Caifas, com medo do Jesus e da influencia que poderia ter, encaminha-o para a crucificação e Jesus, mesmo sabendo o que lhe esperava não teve medo!

Nascemos sem medo. Preste atenção em um bebê, ele não tem medo de nada. Atira-se do berço, enfia dedos em tomadas, puxa a panela do fogo, escala a estante da sala (e sempre tem quem cuide) Começa adquirir medo com os pais, tios, avós.
Mas esses medos são os medos naturais, medo de advertência, necessários a saúde! Cuidado! Vc pode se machucar! Pessoas centradas deixam as crianças aprenderem, advertem, porém não impedem que as mesmas tenham suas próprias experiências e desenvolvam suas potencialidades.

Assim é o Pai da vida conosco. Ele deixa que as coisas nos aconteçam para  que aprendamos a nos cuidar. Ele mostra os sinais, nos adverte, deixa que fiquemos doentes para que aprendamos a cuidar da nossa saúde.

Deixa que nos magoem para que aprendamos a não magoar as pessoas, para que entendamos o quanto dói o sofrimento. Para aprendemos o que é empatia, a se colocar no lugar do outro e convivermos melhor!

O medo nos escraviza, em Hebreus temos: “e livrasse todos aqueles que, com medo da morte, estavam por toda a vida sujeitos à escravidão” Nós deixamos de fazer muita coisa na vida por medo.

Deixamos de arriscar, de tentar novos caminhos, de ir de encontro aos de conhecido e vamos ficando nos mesmos lugares, fazendo as mesmas coisas, no mesmo emprego, no mesmo relacionamento micado pelo temor do novo!

E não começamos outros projetos, os deixamos guardados nas gavetas e nos lamentando: “ e se eu tivesse feito isso ou aquilo? Como seria minha vida hoje?”  “e se eu tivesse mudado meu caminho?, se eu tivesse feito aquele curso, se eu tivesse investido mais em mim, e se ... e se....

O tal do medo nos escravizando e nos prendendo dentro de um quadradinho.

E muitas vezes quando decidimos enfrentar nosso algoz, descobrimos que nem tinha tanto motivo para se temer. Que pode ser muito gratificante e que o trem fantasma é muito mais feio e assustador do lado de fora...

Depois que estamos dentro não é tão complicado assim.
E como os especialistas no assunto nos ensinam a lidar com os nossos medos? Enfrentando-os.

Se temos medo de altura vamos começar a nos imaginar em lugares altos, cada vez mais, um degrau por vez. Lógico que não vamos subir uma montanha e olhar para baixo logo de cara, mas vamos subindo cada vez mais, trabalhando esse medo dentro de nós.

Da mesma forma o medo de nadar, do mesmo jeito, começando com bóias e indo mais além.

Ralph Waldo Emerson, filósofo e poeta disse: “faça aquilo que receia e a morte do medo será certa!”

Enfrentar o que se teme, acender a luz, procurar informações a respeito, abrir os armários as janelas, e se armar de defesas, claro, mas sem deixar que o medo nos impeça de viver.

Temos medo de sermos assaltados? Não vamos facilitar, andando por lugares desertos e com jóias, mas por outro lado não vamos deixar de fazer as coisas, não vamos deixar de sair por medo disso.

Platão disse: “Podemos perdoar uma criança que tem medo do escuro, a tragédia da vida é quando os homens tem medo da luz”

Algumas frases: “O maior erro que vc pode cometer é o de ficar o tempo todo com medo de cometer algum.”

Mas, eu desconfio que a única pessoa livre, realmente livre, é aquela que não tem medo do ridículo. L.F. Verissimo.

O sofrimento é passageiro, desistir é para sempre.



segunda-feira, 9 de julho de 2012

Moradores de rua acham (e devolvem) vinte mil reais

Um casal de morador de rua, ou melhor em situação de rua, (que é o tal do politicamente correto) achou vinte mil reais no bairro do Tatuapé em São Paulo na madrugada de hoje (9 de julho). Eles ouviram um alarme disparar e foram ver o que era, acharam um pacote com dezessete mil em espécie e pacotes com três mil reais em moedas, eles se dirigiram a uma empresa perto e pediram para o vigia chamar a Policia Militar, no 190, quando a Policia chegou eles entregaram o dinheiro e ao perguntarem ao homem por que ele estava devolvendo, visto que tinha achado ele respondeu que tinha lembrado da mãe dele e o que ela tinha lhe ensinado e o que ela ensinou? Que ele não poderia ficar com nada que não era seu! 
O que era para ser uma coisa corriqueira, normal, passa a ser uma coisa digna de noticia e louvores. Minha mãe também ensinou isso, a sua mãe não ensinou também? Na minha ideia todas as mães ensinam isso aos filhos, mas não é isso que acontece hoje em dia, muitas mães ensinam que os filhos podem tudo, podem até ficar com o que é dos outros desde que os outros não estejam vendo...Infelizmente vejo ao meu redor pais que deixam os filhos fazerem o que querem, como querem, com quem quiserem. Sem se preocuparem que isso vai refletir lá na frente quando forem adultos. É de pequeno que se torce o pepino, já diziam os antigos e os conscientes.
Aiaiai,  belo exemplo de um casal que não tem nem uma casa para morar, porém tem um bem mais precioso, a dignidade, o caráter e com certeza serão recompensados por isso. A vida cobra, mas a vida também recompensa.

sábado, 7 de julho de 2012

O estrangeiro


Recebido por email

Poucos anos depois que eu nasci, meu pai conheceu um estranho que era novo para a nossa pequena cidade. Desde o início, meu pai ficou fascinado com este recém-chegado encantador e logo o convidou para morar com nossa família. O estranho foi rapidamente aceito e estava no nosso meio a partir de então.

Como eu cresci, nunca questionei seu lugar em minha família. Na minha mente jovem, ele tinha um nicho especial. Meus pais eram instrutores complementares: minha Mãe ensinou-me as diferenças entre o bem e o mal, e meu pai me ensinou a obedecer. Mas o estranho ... Ele era o nosso contador de histórias. Ele nos manteria encantado por horas a
fio com aventuras, mistérios e comédias.

Se eu quisesse saber alguma coisa sobre política, história ou ciência, ele sempre soube as respostas sobre o passado, entendia o presente e até parecia capaz de prever o futuro!  Ele me fez rir, e ele me fez chorar. O estranho nunca parou de falar, mas o pai não parecia se
importar.

Às vezes, minha mãe se levantava silenciosamente enquanto o resto de nós ia ouvir o que ele tinha a dizer, e ela ia para a cozinha buscar a paz e tranqüilidade. (Eu me pergunto agora se ela orava para o estrangeiro sair.)

Meu Pai governou nosso lar com certas convicções morais, mas o estranho nunca se sentiu obrigado a honrá-los. Profanação, por exemplo, não era permitido em nossa casa.

Depois que nosso visitante ficou mais tempo ele tornou-se mais ousado no entanto, e até disse palavrões que queimaram meus ouvidos e fez meu pai, minha mãe e eu corar. Meu pai não permitiu o uso liberal de álcool, mas o estranho encorajou-nos a experimentá-lo regularmente.
Ele ofereceu cigarros e charutos afirmando que nos deixaria mais viris. Ele falou livremente (muito livremente!) sobre sexo. Seus comentários foram por vezes, flagrantes, as vezes sugestivos, e geralmente embaraçosos ..

Agora sei que meus conceitos iniciais sobre relacionamentos foram influenciados fortemente pelo estranho. Vez após vez, ele se opôs aos valores dos meus pais, mas ele raramente foi repreendido... E nunca pediu para sair.

Mais de 50 anos se passaram desde que o estranho veio morar com nossa família. Ele se acha sempre certo, mas não é tão fascinante como ele era no início. Ainda assim, se você pudesse entrar na casa de meus pais hoje, você ainda irá encontrá-lo sentado no seu canto, à espera de alguém para ouvi-lo falar e vê-lo mostrar suas fotos.
Seu nome ?....

Nós apenas chamamos de 'TV'.



Ele tem “descendentes”, seus nomes: Computador, telefone celular e mais recente: Tablet!.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Fazer diferente

As pessoas reclamam, reclamam, reclamam. Nossa, se canalizassem a energia gasta em reclamar para produzir... 
Eu li um texto que falava de emagrecimento, de dietas, e tinha uma frase que adorei: "As pessoas não querem emagrecer, querem ser emagrecidas!" Não querem mudar, se esforçar, querem a fórmula pronta, a lei do minimo esforço. Querem dormir e acordarem magras, lindas, perfumadas! 
Para ficarmos lindas nós temos que investir, pensa que ficar com a pele lisinha é só um querer? Qual nada,  tem que aguentar a dor de arrancar os pelos pela raiz! 

A importância da pesquisa de preços

O copo do meu liquidificador quebrou já tem um tempo e eu sempre esqueço de comprar outro, resolvi colocar na minha lista de tarefas, só assim eu lembro. 
Procurei, procurei... Pesquisei. Ver se compensava, ou se era melhor comprar outro liquidificador, pois dependendo do preço do copo nem vale a pena.
Achei outro dia por 20,00, achei caro. Mas não tinha na hora, teria que voltar depois. Hoje fui em uma loja aqui perto do trabalho, na Praça João Mendes, perguntei e a senhora disse que tinha, antes que ela pegasse perguntei o preço e ela falou que era R$ 29,00 (vinte e nove reais) Devo ter feito uma cara... Sabem que eu sou bem transparente, (preciso corrigir isso) e eu falei tranquilamente que não compensava, que ela nem precisava pegar. Sai dali, andei mais uns 150 metros, atravessei a Praça da Sé e na rua da Caixa esquina com a Rua Roberto Simonsen comprei o mesmo copo por R$16,90 (dezesseis reais e noventa centavos!)
O mesmo copo, a mesma marca, "igualinho"... Quase a metade do preço, por uma caminhada de um quarteirão e meio, por um pouco de boa vontade de pesquisar e muita vontade de pagar um preço justo e não abusivo/extorsivo. 
Duvidam que na volta eu não parei na loja? Claro que eu parei e mostrei o copo e a nota. E a mulher, com cara bem sem graça, disse: "É, tem que pesquisar..." 
Caríssimos: pesquisem!  Valorizem o seu dinheiro. Valorizem o suor do seu rosto. Valorizem o seu trabalho e o quanto é difícil levantar cedo nesses dias frios! Por que eu valorizo!

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Dá um frio na barriga...

Tempo... Tempo

O tempo é relativo. Já cansamos de ouvir essa expressão! 
O tempo é senhor da razão! 
Lembro de Collor: "O Tempo é inexorável!"
O tempo depende muito de que lado da porta você está! Se estiver do lado de dentro de um único banheiro, cinco minutos não é nada, porém se estiver do lado de fora e apertado, 30 segundos é uma eternidade... 
Se estiver atrasado quinze minutos para um encontro, é pouca coisa, mas se estiver em pé, de salto alto, depois de um dia inteiro de trabalho, quinze minutos é suficiente para ter uma crise!
Quantos dias que desejamos ardentemente que acabe o expediente e não chega o horário nunca, mas quando estamos em uma atividade prazerosa passa rápido demais!
"O tempo voa... e com ele caminhamos todos juntos, sem parar.."
"O tempo cura tudo..."
"Vamos dar um tempo?" 
"Vamos dar tempo ao tempo..." 
"O tempo passa, o tempo voa e a poupança..."
"O tempo é implacável!"

Cada pessoa tem o seu tempo! 
Para alguns demora para "cair a ficha", para outros é muito rápido. Outras vezes patinamos, patinamos e não saimos do lugar e depois de uma hora voamos contra o tempo.

Tempo, tempo, tempo

Não, eu não tenho tempo... O meu tempo acabou. 
Cada coisa a seu tempo...
Quando eu tiver tempo...
Ahhhh o tempo não passou para você.

O tempo foi injusto comigo.

O seu tempo acabou!

 “Ninguém pode voltar no tempo e fazer um novo começo. Mas podemos começar a fazer um novo final.”  (Chico Xavier)

sábado, 2 de junho de 2012

Satisfações

A vida anda corrida. Faculdade, trabalho, casa, comida, blog, trabalhos da faculdade, provas, pesquisas...
Algumas coisas vão ficando para trás. As prioridades vão se revezando. Agora acabou as provas, vamos aos próximos itens. A casa está precisando de uma boa faxina, mas a roupa em primeiro lugar, vou lá passar depois eu volto por aqui...
Fiz algumas mudanças no Blog, não gostei, voltei atrás e depois eu recomeço.

sábado, 12 de maio de 2012

Criatividade

Gatanel

   Eu quero um desse! Daqui

Animação de motores

Qual o signo do seu pet?




Áries – Estabanado mesmo sem ser grandalhão, pula, derruba coisas, parece um furacão. Destemido, sai desembestado pra rua na primeira abertura de portão e briga até com bicho que é o dobro do tamanho dele. É curioso, valente e ativo.
Touro – Preguiçoso e ciumento, não gosta de dividir nem a comida, nem o dono. Nada de enganá-lo oferecendo outra ração: ele tem uma preferida e pode ficar dias sem comer até dobrar você. Fiel, aprende truques com facilidade.
Gêmeos – Gosta de conversar, nem que seja sozinho: mia, rosna, late, pia, geme, gane, a depender da espécie e do humor. Sempre aceita novos animais e faz gracinhas para conquistar outros bichos ou seres humanos. Detesta ficar preso.
Câncer – Supercaseiro, não vai pra rua nem se você largar a porta aberta, empurrá-lo pra fora e deixar um pedaço de carne do outro lado da calçada. Se magoa com facilidade e não esquece das broncas que tomou quando bebê. Aliás, adora filhotes.
Leão – É lindo, carismático e sabe disso, motivo pelo qual adora passear na rua e exibir sua pelagem. Tomar banho também é com ele – se for no pet shop, melhor ainda, assim, ele conquistará mais fãs. Como assim, não vai colocar lacinho?
Virgem – Se a caixa de areia tiver duas gotas de xixi, a criatura passa aperto, mas não usa esse banheiro “imundo”. Quando ganha brinquedinho, leva pra casinha, para não fazer bagunça. Raramente solta pelo, por que não é de bom tom.
Libra – Os rosnados nem começaram e o bicho destemido já enfiou o focinho em briga alheia para defender o mais novo ou mais fraco. É um apaziguador por natureza, o relações-públicas da casa. Adora viver em bando.
Escorpião – Pode colocar coleira, cinto de castidade e prendê-lo num quartinho escuro: seu pet vai arranjar um jeito de se soltar, pular o muro e cruzar com toda a vizinhança. Aliás, se sua perna ou a de uma visita der bobeira perto dele…
Sagitário – Vocês acabaram de andar dez quarteirões, mas a criatura está com tanto pique quanto antes do passeio. Vive se metendo em situações perigosas sem se dar conta, deixando o veterinário de cabelo em pé. É independente e aventureiro.
Capricórnio – Sempre o último a comer, morre de medo até da sombra e é capaz de fazer um xixizinho de alegria só porque você lhe deu atenção. Tem um coração inversamente proporcional à sua valentia.
Aquário – Mesmo que seja um cão ou gato, é teimoso como uma mula e vai continuar subindo na sua cama mesmo sabendo que não pode. Calmo e inteligente, sente no ar quando você está triste e fica por perto para lhe alegrar.
Peixes – Bicho mais tranqüilo não há: não dá trabalho, não faz barulho e também não faz muita questão de sair do sofá para lhe ceder o lugar. Mas não se engane com a cara boazinha dele, porque não medirá esforços para defender sua família.

Fonte: Guindaste

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Companheirismo


Lily é um Cão grande que é cego desde uma operação que  exigiu que ela tivesse  os olhos removidos. Nos últimos 5 anos, Maddison, outro Great Dane, tem sido a visão. Os dois são,naturalmente, inseparáveis. Todos os dias a Vida nos da motivo para agradecer a dádiva da vida!





 Recebido por email

domingo, 6 de maio de 2012

Aprenda com seu cachorro a viver feliz


Os cachorros...
 ...demonstram abertamente o seu amor
 ...ouvem profundamente
   (mesmo sem entender)
 ...perdoam com facilidade
 ...alegram-se com os pequenos prazeres
 ...não se comparam uns com os outros
 ...lambem os seus problemas...
 Os cachorros sabem viver...e podemos aprender uma ou duas coisinhas com nossos melhores amigos!
 Se está sol...que maravilha! Se chove...oba, vamos pisar em algumas poças!...
 Não é preciso que tudo esteja ótimo para que os cachorros estejam felizes ou se sintam bem.
 Não são as circunstâncias que nos fazem felizes ou infelizes - é a história que contamos para nós mesmos sobre essas circunstâncias !
 
(Trechos do livro : CÃO QUE LATE NÃO MORDE - Aprenda com seu cachorro a viver feliz)