terça-feira, 26 de julho de 2011

Saudades dói, mas dor gostosa.



Tem dia que eu sinto muita saudades da Pitchula. É como se ela estivesse perto de mim. Sinto até os pelos dela me roçando. Ouço as patinhas dela nos tacos, tic, tic, tic, como diria minha vizinha de baixo. A batidinha da unha no taco: tic, tic, tic, tic... 
Mas é uma coisa boa. EU TIVE  esse amor ao meu lado. eu desfrutei cada momento com ela, eu compartilhei minha vida com ela durante 15 anos. Eu tive uma grande e maravilhosa sorte de ter um serzinho dedicado a mim e ao qual eu me dediquei. Aprendi a amar mais e melhor com ela. Que bom. Eu sou uma pessoa melhor hoje em dia por que tive a oportunidade de conviver com ela.
Eu aproveitei a companhia dela, quantas vezes larguei tudo que estava fazendo para poder ficar junto a ela. Para brincar, para fazer e receber carinho. Nunca deixei para depois e nem para amanhã. sempre curti o momento. Ainda bem, hoje não me arrependo de nada, Não me arrependo da coisas que deixei de fazer, ou que poderia ter deixado de fazer, como muitas pessoas. E se eu não curto mais os momentos não é por que eu "tenho alguma coisa mais importante" para fazer, mas por que as outras pessoas tem ou não tem o mesmo pensamento que eu, infelizmente!

domingo, 17 de julho de 2011

Festival do Japão


Estive ontem no Festival do Japão.
Como eu admiro esse povo!
Que organização!
Voluntários de todas as idades, muitos voluntários. Jovens e idosos juntos por uma causa comum, compartilhando, dando o seu melhor. Mesmo com todos motivos para estarem cansados, afinal tinha muita gente, muito trabalho, mas eles ali com um sorriso e uma disposição fantástica.

Como eu me identifico com essa cultura. Identificação não é bem a palavra, falta muito para mim conseguir "incorporar" todo esse mundo. Eu queria aprender um pouco com eles. Não só na alimentação, nos costumes, mas principalmente na paciência, na persistência, na perseverança. 
Veja bem, o Japão acabou de passar por uma catástrofe e já conseguiram recuperar parte. Eles se mobilizam por uma causa comum e se empenham. Percebem? Ouviram ou leram na Imprensa, durante todo esse caós, se falar em "saques"? Tsc, tsc, tsc, tsc ...  Não existe isso. leia matéria no G1, é um povo preparado para pensar na coletividade, olhem a organização nas filas para pegar alimentos. Não dá uma inveja? Não poderíamos ser assim?

Mas voltando ao Festival: são varias apresentações, de musica, dança, recomendo os tambores, lindo. Apresentações de lutas marciais e muito mais, vejam a agenda no site: http://www.festivaldojapao.com/

A cada ano o Festival fica melhor. Mais opções, mais diversão e mais gente.
Hoje é o ultimo dia. Eu até iria de novo, mas hoje nós vamos na Expoaero  Feira Internacional de Aeronautica em São José dos Campos com direito a apresentação da Esquadrilha da Fumaça. Adoro!



sábado, 2 de julho de 2011

Menos doze quilos

Já emagreci doze quilos esse ano. 

Como? Vou contar; 

Sabe aquelas promessas de fim de ano que fazemos a nós mesmo? Pois bem, eu me prometi uma, chegar no fim de 2011 mais magra, apesar que todo ano eu me prometo a mesma coisa...
Mas prometer não é tudo, é necessário saber o que vamos fazer para alcançar nossa meta. Eu li um livro no fim do ano passado, 2010 chamado: Pense Magro - A Dieta Definitiva de Beck  Eu li e reli várias vezes, afinal eu pensei como gorda a vida inteira, para mudar o tipo de pensamento vai demorar um pouco, mas se eu me empenhar eu vou conseguir mudar.
Para exemplificar; já prestaram atenção em uma criança gorda e um magra? Se vc der um chocolate para cada uma observe o comportamento, a magra vai saborear, comer lentamente, se lambuzando toda, realmente sentindo o gosto. A gorda vai enfiar tudo na boca, engolir sem sentir o sabor e vai perguntar: Tem mais? Não é bem assim? Veja a fila do bolo da noiva, a magra sempre vai achar o pedaço grande demais, "dá para cortar mais fino?" A gorda vai repetir. Estou inventando? tsc tsc tsc tsc.... Eu sei, sempre fui gorda. Nasci gorda, nasci com mais de 4 kgs e mais de meio metro, as pessoas olhavam no berçário e perguntavam o que eu estava fazendo ali, pois pensavam que eu tinha mais tempo do que o real. 
Bem depois de ler e reler o livro, comecei a colocar em prática o que li. E uma das coisas é para procurar um  apoio, e eu escolhi o Vigilantes do Peso, por que a idéia do livro casa muito bem com o Vigilantes, a idéia de reaprender a comer. A fazer escolhas inteligentes. 
Na 1ª semana do Vigilantes emagreci 2 kgs, é sempre assim, a primeira semana perdemos bastante. 
Isso foi em janeiro, agora estamos em julho e eu já emagreci 12,4 Kgs até agora. Algumas semanas mais, outras menos, outras até engordando, tendo recaídas, mas sem desistir.

A auto estima bem mais alta...