quarta-feira, 1 de junho de 2011

Insistência



Nossa, temos que tirar o chapéu para certas pessoas; como são insistentes! Pessoas que não desistem nunca, mesmo sabendo que já perderam;  que não vão conseguir mais nada, que a fila andou, que perderam o bonde, que ficaram na curva do caminho, que o mundo girou, que a roda da vida já virou, mesmo assim não desistem, insistem e insistem. Não conservam nem um pingo de dignidade. Amor próprio? O que isso mesmo? 

Meu Deus, para tudo há um limite nessa vida, até para a insistência! Sou brasileiro e não desisto nunca esse é o lema delas. Mas podemos mudar para: Eu não tenho mais dignidade e continuo insistindo inutilmente! Não tenho alternativas na vida, só sei esse caminho e vou continuar por ele por que eu não tenho competência para conseguir coisa melhor. Sou uma pessoa teimosa e infeliz que que não busco e nem quero buscar alguma coisa que possa ser melhor para minha vida e continuo insistindo no barco furado! 


Não sei se para tirar o chapéu ou para sentir pena! Lamentavel!

2 comentários:

  1. É pra sentir pena. Mas não muita, porque nem isso eles merecem.

    ResponderExcluir
  2. Minha querida, dignas de pena são as pessoas que não são insistentes, pois a insistência, mesmo para a humanidade, tem feitos grandes inventos, não fossem insistentes nas pesquisas, muitas e muitas coisas não seriam inventadas, parou para pensar nisso? Então eu acho que é para tirar o chapéu sim às pessoas insistentes e lamentar as que não tem esse brio na insistência! Acho que você está confundindo dignidade com alguma outra coisa, perseguir e insistir em algo que se quer não é absolutamente falta de dignidade, nem falta de amor próprio, o barco furado...talvez seja a vida de quem não é insistente...

    Abraços

    Luisa

    ResponderExcluir