sábado, 14 de maio de 2011

Despedida




Ontem me despedi do Hospital. Foi meu último dia lá. Tomei posse no outro quinta feira e pedi demissão sexta.
É muito interessante a reação das pessoas. Quando a gente pensa que conhece o ser humano, nos deparamos com a certeza que não conhecemos nada.
Eu me emocionei muito e me decepcionei mais ainda. Pessoas que eu achava que iam ficar contentes por mim, que iam vibrar com minha nova conquista, que iam me incentivar. Essas pessoas foram as que mostraram maior indiferença. Indiferença, como se não tivesse a menor importância para elas a minha mudança, e vai ver não tem mesmo, eu que me iludi achando que era importante para elas, ou talvez elas ficaram tão surpresas que não tiveram reação, vá lá saber...
As que eu pensava que iam se mostrar indiferentes, justamente essas se mostraram entusiasmadas, admiradas e até orgulhosas da minha conquista. Sério, até a pessoa que eu achava que ia fazer qualquer comentário desagradável a respeito foi uma das que mais me emocionou, pelo respeito que demonstrou a minha conquista.
As que eu pensava que iam ficar tristes, se mostraram apáticas
E muitas que eu nem tenho tanta ligação me incentivaram com palavras lindas, com coisas que eu nunca imaginei que poderia ouvir..
Mas o que mais me surpreendeu foi a atitude raivosa de uma, a pessoa me agrediu verbalmente, gritou comigo desnecessariamente. Horrível. Esse comportamento me baqueou, jamais eu esperava isso e justamente dessa pessoa.
E muitas pessoas eu senti aquele olhar de um sentimento bem baixo, bem mesquinho de inveja. Isso faz mal, muito mal.
Hoje eu acordei meu down. Eu realmente fiquei triste com essa situação toda. Mexeu muito comigo. Me senti só! Com uma grande vontade de chorar.

*Origem da foto

3 comentários:

  1. oi xará, não estava sabendo dessa sua mudança de emprego. Meus parabéns pela conquista, desejo sinceramente que seja um avanço na sua carreira e que lhe traga alegrias e realizações. As pessoas estão sempre nos surpreendendo né? As vezes o apoio vem de onde menos esperamos e a facada e a traição daqueles que pareciam acima de qualquer suspeita. Na verdade xará, quanto mais eu vivo, mais me dou conta de que não existe ninguém acima de qualquer suspeita. É meio triste chegar a essa constatação porque a gente termina ficando mais cínica e desconfiada, se vai a inocência da infância e da juventude. Enfim, deve ser o preço que se paga pela maturidade. Um beijo, boa sorte pra você.

    ResponderExcluir
  2. Silvia Mantovani16 de maio de 2011 21:58

    Xara,
    Eu fiquei bem quietinha esperando dar certo antes de contar.
    Mudei de área, deixo de lidar com pacientes mortos e passo a lidar com vivos, nem sempre "pacientes",kkkk
    Saio da Saude e fico na Justiça.

    ResponderExcluir
  3. Esperar algo de pessoas é algo que eu não faço mais. Quer dizer, na verdade espero sempre o pior delas e mesmo assim acabo me surpreendendo.

    ResponderExcluir