quinta-feira, 8 de julho de 2010

Escolhas

Nossa vida é baseada em escolhas. Se optamos pelo vermelho, abrimos mão do amarelo. Se escolhemos o dia, vamos dormir a noite. E por aí afora...
Não é fácil optar, escolher. Mas temos que fazer nossas escolhas e abrir mãos das não escolhidas.
As pessoas não podem ser patrões, ter um negócio próprio e ao mesmo tempo ter a estabilidade de um emprego, com salário no dia certo. Não dá para conciliar as duas situações, uma vai ficar perdendo.
Assim é com o casamento; não dá para sermos completamente livres e termos a estabilidade um relacionamento conjugal ao mesmo tempo. vivermos na esbórnia e ao mesmo tempo ter a tranqüilidade de uma vida caseira. Algumas pessoas acham que podem ter tudo ao mesmo tempo e acabam não tendo nada. Se optamos por uma vida saudável, não podemos nos exceder na alimentação, bebidas e no resto.

Quem tudo quer, nada tem! 

É preciso que façamos escolhas. É necessário que nos decidamos sobre o que é realmente importante para nós, senão vamos ficar a ver navios...

O que eu quero? O que eu quero é realmente bom para mim? E se eu escolher esse caminho, dá para voltar depois? Vou ser feliz? Dúvidas, dúvidas....

A quem, ou qual, devo dar mais atenção: ao coração ou a razão? 

Como escolher? Como abrir  mão daquilo que se gosta por um futuro melhor? Como eliminar aquilo que nos faz sofrer? 

Nós não podemos decidir pelos outros, mas podemos e devemos decidir por nós mesmos, e de preferência sozinhos!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário