domingo, 27 de junho de 2010

Lei do Caminhão de Lixo.


Texto recebido por email

Um dia peguei um taxi para o aeroporto. Estávamos rodando na faixa certa  quando de repente um carro preto saltou do estacionamento na nossa frente.
O taxista pisou no freio, deslizou e escapou do outro carro por um triz!
O motorista do outro carro sacudiu a cabeça e começou a gritar para nós nervosamente. Mas o taxista apenas sorriu e acenou para o cara, fazendo um sinal de positivo. E ele o fez de maneira bastante amigável.
Indignado lhe perguntei: 'Porque você fez isto? Este cara quase arruína o seu carro e nos manda para o hospital!'
Foi quando o motorista do taxi me ensinou o que eu agora chamo de: "A Lei do Caminhão de Lixo."
Ele explicou que muitas pessoas são como caminhões de lixo. Andam por ai carregadas de lixo, cheias de frustrações, cheias de raiva, traumas e de desapontamento. À medida que suas pilhas de lixo crescem, elas precisam de um lugar para descarregar, e às vezes descarregam sobre a gente. Não tome isso pessoalmente. Isto não é problema seu!
Apenas sorria, acene, deseje-lhes bem, e vá em frente. Não pegue o lixo de tais   pessoas e nem o espalhe sobre outras pessoas no trabalho, em casa, ou nas ruas. Fique tranquilo... respire e deixe o lixeiro passar.
O princípio disso é que pessoas felizes não deixam os caminhões de lixo   estragarem o seu dia. A vida é muito curta, não leve lixo. Limpe os sentimentos ruins, aborrecimentos do trabalho, picuinhas pessoais, ódio e frustrações.
Ame as pessoas que te tratam bem. E trate bem as que não o fazem.
A vida é dez por cento o que você faz dela e noventa por cento a maneira como você a recebe!
 Imagem

domingo, 20 de junho de 2010

Poltrona de Leitura


Quando eu era criança, não faz tanto tempo assim....(Foi "antes de ontem"!) Bom quando eu era criancinha, lá na periferia de São Paulo, tinha um quadrinho em casa com uma foto de uma sala com janela balcão e uma poltrona, eu namorava aquela foto, sempre pensava: um dia terei minha casa e um lugarzinho para ler como esse. 
Não, ainda não consegui ter um canto assim, mas não perdi as esperanças. Mesmo sendo o computador o meu ponto de leitura  principal, ainda leio livros e muitos, principalmente em função das Exposições Evangélicas e Doutrinarias. Mas seria muito bom ter um lugar assim. Peguei essas imagens, salvo engano, na Casa e Jardim, Não são iguais àquela da minha infância, mas traduzem o "espírito" da coisa.

domingo, 13 de junho de 2010

Multa Moral

;multamoralBoa idéia, pena que as pessoas ainda precisam dessas coisas para se conscientizar da importância do amor e respeito ao próximo!
Se quiser um talonário desse é só baixar o pdf e imprimir em papel amarelo http://arvoredavila.files.wordpress.com/2010/05/multa-moral.pdf


Imagem daqui:

sábado, 12 de junho de 2010

Sábado com frio

Um frio de manhã! Acordei as cinco horas e ouvindo a chuvinha que caia lá fora, sentindo o friozinho fora da coberta, parei, elevei meus pensamento ao alto e agradeci a Deus, do fundo do meu coração, por não ter que ir trabalhar hoje! E fiquei pensando que muitas pessoas estariam reclamando pelo dia frio, que atrapalharia seus planos e não perceberia a dádiva de não precisar ir trabalhar num dia chato, frio e chuvoso como hoje. 
Ao longo da manhã, fiquei pensando no que poderia comer no almoço, pensei na dobradinha, fui ao açougue, comprei o "bucho". 
Como dobradinha sozinha é meio sem graça, passei no mercado comprei uma costelinha, um bacon, já tinha umas lingüiças calabresas na geladeira além de cenoura, pimentão, cebola; e para beber? tinha um vinho olhando para mim, não resisti e o levei para casa também! Ahhhhh o feijão branco para encorpar! 
Que chato... A panela está fumegando no fogo, meia garrafa de vinho já foi, tive uma pequena ajuda, diga-se de passagem, pequena.
Deu um panelão, vamos comer dobradinha algumas vezes... Mas está com uma aparência ótima e um sabor maravilhoso!

Blefaroplastia superior



Eu fiz!!!! Não foi com o dr Pedroza, foi com a drª Beatriz T. Renesto, mas esse video é bem explicativo....
10% de necessidade, 40% de oportunidade e 50% de pura vaidade!.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

A gata Pitchula

A Pitchula é uma gata em um corpo de "cã". Uma coisa eu garanto, ela tem mais de sete vidas! No mes passado, quando nós fomos no HOVET-USP encontramos uma médica residente que ficou olhando a Pitchula, olhando o prontuário, que diga-se de passagem, não é um prontuário, é um compendio, enorme, bem diferente dos outros, até a pasta é diferente...Bem a jovem médica me olhou com um ponto de interrogação e eu prontamente respondi: "É a mesma sim!!!" Ela ficou até emocionada, ela tinha atendido a Pitchula num dos piores momentos, quando a pequena estava na beira da cova e com a pata na casca de banana. E ela era ainda estagiaria. 
Bem, a Pitchula segue firme igual gelatina, mas segue. E continua com apetite, meu termômetro é a fome. Ela não pode ver eu ir para a cozinha que vai atrás. Se eu pego uma faca então, ela já pensa que eu posso cortar carne...  Comecei a dar o remédio para aliviar a tosse e está fazendo efeito, e arnica para a dor na perninha.A respiração é difícl, percebe-se que ela puxa o ar com esforço,mas parece que para ela não faz muita diferença, não percebo nem um sintoma de desconforto, parece que ela se adapta a situação com muita tranqüilidade.  Então eu tenho que ficar mais tranqüila ainda, pelo menos na aparência para ela não absorver minha preocupação. E vamos que vamos...
Obrigada a todos pela preocupação e pelas palavras carinhosas. Ajuda muito, sabiam? 

*Pitchula faz a higiene matinal igual gato mesmo, ela  lambe as patas e passa nos olhos feito gato, sempre achei que todo cachorro fazia isso, mas parece que não...

domingo, 6 de junho de 2010

Noites insones - despedidas

É a terceira noite que a Pitchula dorme mal e eu também. 
Ela tossiu a noite inteira, está com dificuldade em respirar. Essa tosse é bem aquela do coração que não funciona bem. Eu sei disso, no frio é pior. Não sei se devo dar o remédio, o dilatador, ou devo aguardar. é ruim isso. 

Eu sei que devo me preparar, tenho feito isso nos últimos anos, não é fácil. 
Quando apareceu o problema no coração, me preparei, me informaram que não duraria muito. O prognóstico de um cardiopata  é uns dois anos pelas estatísticas. Depois ela teve o edema pulmonar, me preparei...
Depois a Insuficiência Renal, o prognóstico do Insuficiente Renal é um ano mais ou menos. Me preparei, teve momentos  ruins que eu pensei que tivesse que tomar uma atitude mais radical, ainda bem que não aconteceu....
Os nódulos nas mamas...
A unica síncope, nessa eu cheguei a me despedir, disse tudo o que ela representava para mim, o que ela me ensinou, o quanto eu aprendi a amar com ela. Ela foi ficando molinha, o coração foi diminuindo os batimentos, a respiração ficando cada vez mais lenta, como se fosse sumindo. Me despedi mesmo e agradeci a Deus por tudo, mas graças a Ele, ela voltou da Síncope.
Assim tenho me preparado nos últimos quatro anos. De crise em crise, de descoberta em descoberta. E já chorei muito, hoje também...
Ela está com quase quinze anos, sei que já ultrapassou todas as probabilidades e deixou as estatísticas para trás,  sei que um dia ela vai embora pra o quintal do Senhor, eu sei. 
A unica coisa que peço a Deus é que ela não sofra,  já sofreu demais a pobrezinha...
A respiração dela está mais difícil, ela cansa com muita facilidade e eu sinto o coração dela pulsar com frêmito na minha mão. Já virão um sopro desse? É estranho, a gente sente o sopro na mão...
Mas ela está bem, por incrível que pareça, depois de três noites péssimas, ela está bem, com fome e gulosa. E assim eu vou me preparando, sofrendo por antecipação, mas ela não percebe por que eu disfarço bem, ela não percebe, ainda bem...

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Passeio da Pitchula

Pitchulinha anda cada vez mais capenguinha; ela manca da pata dianteira esquerda, e rebola... Anda devargarinho, com as pernas traseiras trôpegas. aquela tremedeira de velhice. As pessoas olham ela na rua e falam: "Tadinha, tá bem velhinha, não é?" Como ela não escuta mais, ela não dá bola, não se sente melindrada! Ela vai até onde ela quer, faz xixi onde quer e não pensa na volta, por que é muito simples, quando ela não aguenta mais, ela dá meia volta e estanca. Emperra feito mula! Olha para mim com aquela cara de cadela e espera que eu a pegue no colo. E eu como boa guardiã, pego. 
Masssss basta ela ver o Brad, que não é o Pitt, mas é tão bonito quanto, pelo menos na visão dela, aí ela esquece todas as dores, as capenguices e pega fogo. Parece que tem 2 anos e não quinze. E corre, pula para cima dele, faz uma festa danada. Passada a euforia, ela volta a capenguice e segue o caminho, capengando. Cadelinha safada....