domingo, 30 de maio de 2010

Paixão versus Amor

Como identificar o que é paixão, o que é amor? O modo mais fácil é o tempo, dizem.... Paixão dura dois anos, não sobrevive mais do que isso.
Como contar o tempo então????? Pelo primeiro beijo? Se for pelo primeiro beijo já passou dos dois anos!! (E, confesso: nós continuamos a nos beijar com a mesma necessidade da primeira vez!) 
É pelo primeiro olhar de "identificação", aquele olhar de: É ele(a)! Então já passou bem mais dos dois anos...
Ou é pela primeira vez? Está estourando a data. Mas eu não acho que seja por esse momento que pode ser contado. sou mais o olhar de identificação e a comunicação disso ao outro. O Acerto... 

Já passamos dos dois anos, não pode ser mais tachado de paixão, muito menos passageira...

Mas se não é paixão é amor?

Continuamos gostando muito da companhia um do outro, precisamos da companhia do outro. E a cada dia que passa, precisamos mais ainda dessa companhia. Cada vez que vemos, lemos, passamos alguma coisa diferente, é com o outro que queremos partilhar. E compartilhamos, se não estamos juntos, nos falamos inúmeras vezes por telefone, por email. E até por telepatia, rsss.

Nos vemos todos dias e ainda conseguimos sentir saudades do outro...

Brigamos de vez em quando, as vezes queremos fazer churrasco do outro, sabe pegar um lança chamas e focar no outro? Mas se não brigássemos como faríamos as pazes?  Essa coisa gostosa de procurar o entendimento e aceitação! E é interessante que durante esses dois anos sempre procuramos refletir nos motivos do outro; sim nós pensamos e muito! Nós procuramos entender  por que o outro se queixou e brigou. Nós não nos fechamos dentro das nossas razões, paramos e pensamos e muitas vezes percebemos que o outro estava mais certo que nós, e procuramos nos adequar a isso. Vou confessar que bem mais ele do que eu. Ele é mais compreensivo que eu...Ele mudou mais do que eu, procurou se adequar mais do que eu... Mas deixemos esse 'detalhe' de lado, rsss   
E nos incentivamos, ele é meu maior torcedor e eu sou sua maior incentivadora. É muito bom isso, por aí a maioria só sabe criticar! é muito comum vermos casais se criticando e em público, que é muito pior!
E fazemos todas as coisas possíveis juntos. Seja ir na oficina falar com o mecânico, seja ir em um médico. Queremos a companhia do outro para toda 'empreita'! É muito bom esse sentimento!

Se isso não for amor, eu realmente não sei o que poderia ser amor...


Nenhum comentário:

Postar um comentário