sábado, 20 de fevereiro de 2010

Ritual


A Pitchula tem um ritual diário. Quando eu levo a Pitchula para fazer as necessidades fisiológicas dela, carrego  ela no colo, pelo elevador e pelo corredor do prédio. Saimos pela rua, atravesso a rua com ela no colo ainda,  ela dá uma voltinha curta ou longa, depende do horário, de noite ela só vai até o outro lado da rua. Porém na volta ela vem no chão e entra no prédio no chão. E aí entra o ritual diario da Pitchula: Ela entra e dá uma voltinha dentro da portaria, aqui no prédio é um guichezinho, ela fareja tudo, come alguma migalhinha que tiver. 
Para na minha frente dá uma latidinha para eu pegá-la no colo e pronto, podemos subir. Se ela sai duas vezes por dia, duas vezes ela faz isso. Se ela sair cinco vezes, cinco vezes ela faz isso! Os porteiros são legais e até afastam a cadeira para ela passar. Quem vê, deve pensar que os porteiros e eu somos "xaropes" e vai ver somos mesmo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário