sábado, 16 de maio de 2009

Gatos



Antes de adotar a Pitchula eu tive alguns gatos. Primeiro apareceu a Boneca, uma gata viralata, que vivia solta e nos adotou. Em seguida ela trouxe dois filhotes; o Biafra e a Gatinha. Biafra era um morto de fome, andarilho, sumia, voltava, mas sempre bonito. Adorava beterraba, já viram gato gostar de beterraba? Ele sumia e voltava inteiro, ao contrário dos outros  gatos que somem e voltam tudo arrebentados. Um dia, depois de dois meses de ausência, voltou com a pata machucada. E com curativo. Dai eu descobri que ele tinha outra casa, outra família. Por isso que ele sempre voltava bonito...
A Gatinha foi envenenada, veio morrer na porta de casa de manhãzinha.
A Boneca teve outros filhotes, o Negrão era um doce, tinha a ponta do rabo dobrada. Gostava de ficar no colo, feito nenem. E adorava milho verde. Já viram gato gostar de milho verde? De lata, da espiga, cozido, cru. De qualquer jeito! Teve também o Cinza, ele tinha uns olhos verdes lindos. E era bem cinza mesmo. Esse era um boêmio, sumia, voltava arrebentado, as orelhas dele eram toda picotadas. Uma vez apareceu cheio de espinho de ouriço. Já viram espinho de ouriço? Eles tem diversos tamanhos e vão entrando na carne cada vez mais. Geralmente os cachorros que vão mexer com ouriços e ficam parecendo um agulheiro. Gatos são mais espertos. Não o Cinza. Ele veio com a pata, o focinho, a boca, cheio de espinhos. Catei ele, enfiei no meio das pernas e com uma pinça comecei a tirar. Tirei os da boca primeiro. Ele fugiu. Peguei de novo, tirei do focinho e um pouco das patas. Ele fugiu de novo. Demorei três dias e no terceiro tirei o resto, já atravessando a pata para o outro lado. No total uns cinquenta. Sabiam que o perigo é pegar na boca e ir subindo até ir nos olhos por dentro? Não é lenda não, os espinhos caminham, já vi uma explicação para o caso, mas não vou caçar isso agora. Ou ficar na boca e eles não conseguirem comer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário