domingo, 4 de janeiro de 2009

Ano novo, vida nova

Amanhã começa o meu ano-novo. Vida nova, pelo menos no trabalho. Vou trabalhar de segunda a sexta. Por uma lado é estressante  ir no hospital todo dia. Não pense que hospital é igual a qualquer empresa, nananinanão... Ainda mais no hospital que trabalho. A maioria dos hospitais, as pessoas vão para fazer um tratamento, uma operação ou até ter um bebê. Mas onde trabalho as pessoas sabem que só vão se livrar do hospital pelo necrotério. Não tem jeito. As doenças tratadas ali precisam de controle pelo resto da vida, ora internam, ora vão assiduamente para serem medicados ou renovar os exames, sem falar em pegar os remédios. As vezes ficamos na dúvida se somos funcionários ou um tipo de paciente também. É complicado. Acho que as pessoas vão ficando cada vez mais "xaropes" ali. Não é a toa que a Saúde é uma das campeãs em suicídio, sem falar em "PQs" ou código 13 (loucos).
Bom, mas não era nada disso que eu ia escrever; eu queria falar da minha nova vida, agora vou ter horário certo. não aquela de não saber que dia está escalada. Não vou passar mais aquele stress de fim de mês com a escala. O pessoal estava me "sacaneando". Todos homens, eu de mulher, sabe aquela história de corporativismo? Existe! Os homens se protegem. É nojento!
Vou poder me comprometer com algum curso, com uma atividade fisica, terei horario certo. Bom, não acham? E ainda vou poder almoçar com o "namorante" todos os dias! Não só três por semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário