sábado, 16 de fevereiro de 2008

OPÇÕES

Estamos sempre entre dois lados, ou até mais...O certo e o errado.
E o que está certo? E o que está errado? Será mesmo que para um lado estar certo, o outro tem que estar errado?
Eu sei que é muito dificil optar e abrir mão do outro. O que é mais importante? A grana, a estabilidade, ou a possibilidade do novo? A segurança do conforto? Não correr riscos? Ficar o esperando que as coisas mudem por si só? E gradualmente? Por que estagnarmos? Água parada apodrece! Os medos, ahhhhh os nossos medos... E por que termos medo? Vamos embora daqui a qualquer hora e deixaremos tudo, tudo para trás! E sem aviso, sem podermos nos despedir.
Hoje o genro de uma amiga, de vinte e poucos anos e com uma neném de meses, morreu ao ser atropelado por um trem. (Ainda existe atropelamentos por trens, eu achei que era uma coisa que não acontecia mais!) Deixou uma mulher jovem e uma filhinha, não teve tempo de despedir.
E eu aqui preocupada com opções, com medo de arriscar e ter a possibilidade de me dar bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário