segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

BEBIDAS NAS ESTRADAS


Acho de uma estupidez sem tamanho essa coisa de proibir venda de bebida alcoólica nas estradas. Quem mora em cidades pequenas, muitas vezes, frequenta esses restaurantes no fim de semana e só por que o motorista não pode beber, os acompanhantes não podem tomar uma cervejinha? Dá licença...E aqueles que vivem do comércio de produtos locais, tipo: vinho, licores, como ficam? Será que o governo pensou no impacto econômico que vai causar nesses locais?

Será que eles pensam que todos que compram uma garrafa de vinho em São Roque ou em Caxias do Sul são bêbados causadores de acidentes?

Quem bebe mesmo não espera chegar na estrada para beber. Ele já vem "calibrado" das cidades.

É a velha história de vender o sofá da sala. Por que o governo não se preocupa em FISCALIZAR e PUNIR os infratores da LEI QUE PROÍBE DIRIGIR ALCOOLIZADO??? Como não tem competência para isso, proibe a venda de bebidas. Por que eles não tiram os cartões de crédito corporativos das mãos dos perdularios, assim não teríamos escândalos? Por que não tiram o poder de uns incompetentes? Assim não teríamos governantes falando que: "Não sabiam"...

Nenhum comentário:

Postar um comentário